• Marte Engenharia

XXIV SNPTEE - Constatações Técnicas

Atualizado: 31 de Jan de 2019


Um evento a ser lembrado por muito tempo. Foto: Revista SNPTEE | Março 2018 | Nº 5

Os maiores produtores e transmissores de energia elétrica do país estiveram reunidos no XXIV SNPTEE (Seminário Nacional de Produção e Transmissão de Energia Elétrica), realizado de 22 a 25 de outubro de 2017, em Curitiba. O maior e mais importante evento da área reuniu mais de 3 mil pessoas entre participantes, expositores e visitantes. Promovido pelo CigréBrasil (Comitê Nacional Brasileiro de Produção e Transmissão de Energia Elétrica) e coordenado pela Copel, o Seminário foi palco de apresentação de novas tecnologias, debate sobre novas tendências e integração de profissionais. Durante a cerimônia de abertura, realizada no Teatro Positivo – Grande Auditório, o presidente da Copel, Antonio Sergio de Souza Guetter, fez questão de destacar a satisfação em sediar o evento:


“É uma grande honra para a Copel receber o SNPTEE. Somente através do desenvolvimento de soluções adequadas à nossa realidade é que reduziremos nossa dependência por soluções externas ao setor e ao País”

No evento, foram apresentados em torno de 500 trabalhos técnicos sobre 16 temas fundamentais para o setor de energia. Além disso, o seminário contou com aproximadamente 80 expositores que apresentam os lançamentos e tendências do setor.


Dos debates realizados durante as sessões técnicas, importantes constatações foram selecionadas em cada grupo. A seguir apresentam-se a síntese das principais constatações:

GLT - GRUPO DE ESTUDOS DE LINHAS DE TRANSMISSÃO

  • Veículos Aéreos Não Tripulados (Vants ou drones) alavancam novas aplicações em procedimentos de construção e manutenção de linhas aéreas com ganhos financeiros validados em campo.

  • Foi consenso a necessidade de se criar uma rotina de coleta e análise de dados sobre poluição ambiental e dados climatológicos no território nacional, para elaborar mapas temáticos aplicáveis na expansão do sistema e na gestão do ativo em operação.

  • Novos estudos sobre o envelhecimento dos principais componentes dos ativos de linhas aéreas em operação no Brasil, nos últimos 40 anos, realizados por meio de diferentes técnicas, geraram resultados relevantes para avaliações de desempenho.


GSE - GRUPO DE ESTUDOS DE SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS DE ALTA TENSÃO

  • Projetos de Uprating e Upgrading de subestações estão ganhando força no cenário nacional, principalmente com a utilização de soluções MTS e GIS para modernização de instalações AIS, inclusive com o desenvolvimento de subestações compactas móveis.

  • Os esforços dinâmicos em isoladores suportes e fundações de barramento de subestações, devido à corrente de curto-circuito assimétrica, demanda maior investigação pelo Setor Elétrico visando definir regras para o dimensionamento de fundações.

  • A superação das capacidades nominais de equipamentos de alta tensão é um tema de destaque. Critérios foram desenvolvidos para a sua análise, incluindo superação de barramentos de subestações por corrente de carga, ferramenta auxiliar para facilitar este tipo de análise.


Mais uma contribuição da Marte Engenharia

Dessa vez foi a contribuição foi do nosso engenheiro Leonardo Guerra que co-produziu o artigo Recapacitação de Linhas Aéreas de Transmissão com Cabos de Baixa Flecha e Alta Temperatura de Operação.





142 visualizações0 comentário